c3

Resenha da edição: O Circo Mecânico Tresaulti (Limited Edition)

“Às vezes, o mundo pode parecer um lugar desolador e escuro, formado por vastas amplidões cheias de conflito, onde o que todos procuram é se agarrar a algo que os faça sobreviver ao dia seguinte. Pois em O Circo Mecânico Tresaulti esse deserto cheio de perigos é atravessado pela magia de uma potente força criadora, capaz de devolver a integridade emocional e física a quem se juntar à trupe. Em pleno cenário pós-apocalíptico, O Circo Mecânico Tresaulti ergue sua lona e dá início ao grande espetáculo.”

O Circo Mecânico - Era uma vez

Nessa semana recebi mais um livro amorzinho da Darkside: a edição limitada de O Circo Mecânico Tresaulti da Genevieve Valentine. A primeira edição foi publicada aqui no Brasil em 2013, pela Darkside mesmo e já era bem bonita, mas essa está maravilhosa!

Ela tem tudo o que uma edição especial tem direito: hardcover, relevo e brilho acetinado nas ilustrações de capa e contracapa, ilustrações especiais na lombada e nas folhas de rosto e guarda, além do papel pólen (aquele amareladinho que a gente ama) e da fitinha marcadora combinando com as cores principais – as ilustrações internas são as mesmas da 1ª edição!

Como esse é o relançamento de um livro de 2013 não vou fazer resenha, mas vou linkar algumas que eu gostei bastante aqui:

Raquel – Pipoca Musical | Ju – Nuvem Literária | Duda – Book Addict

Um mini-resumo caso você não tenha a menor ideia de que livro é esse e não queira esperar meu vídeo de leituras do mês: é uma espécie de futuro distópico (amo-sou-vivo-respiro-distopias), onde a humanidade não tem mais acesso às tecnologias de ponta e coisas do tipo, aí tem essa caravana de circo comandada pela “boss”, que vai passando nas cidades. A diferença é que os artistas desse circo são pessoas que passaram por uma guerra e perderam alguma parte dos seus corpos, ou tinham algo que não estava funcionando direito… e isso foi substituído por uma parte mecânica (me lembrou muito Os Puros da Julianna Baggott). Desculpa por quase assassinar a história com esse review simplista – mas juro que tô adorando o livro e a narrativa!

-Pa

O Circo Mecânico Tresaulti (Limited Edition)c10

 

c11

 

ver

Eataly São Paulo, restaurante Brace

 

O Brace Bar e Griglia é o restaurante que ocupa todo o terceiro andar do Eataly São Paulo. Agora, para quem nunca ouviu falar do Eataly:

Eataly São Paulo, preços e onde comer

É uma espécie de mercado, empório, uma Disney da comida Italiana! Ele já existe nos EUA, Japão, Itália (dãr) e no ano passado abriu no Itaim, aqui em São Paulo. O primeiro andar é tipo um mercadão (só que muito mais bonito e custando bem mais realidade$ que um mercadão…), ele tem várias marcas italianas de pastas e azeites, fileiras de chocolates importados e doces – tipo as pastilhas Leone, torrones da Antica e chocolates Caffarel (pra quem ama chocolate, foi a marca que criou o bombom de gianduia) e muita coisa da Ferrero – inclusive, um quiosque da Nutella – algumas marcas de beleza como Erbario Toscano (que eu nunca tinha visto no Brasil) e Nesti Dante (que é a melhor marca de sabonetes da vida, porém uns R$22 cada) e umas partes mais “mercadão”, tipo barraquinhas de frutas, embutidos, peixaria, uma parte onde você escolhe a massa e eles fazem na hora (mesmo as recheadas) e etc.

Eataly São Paulo

 

Depois de rodar um pouco e ver bastantes coisas, você vai estar desesperado de fome. Tem alguns lugares para comer no primeiro andar, uma cafeteria, pizza, uma doceria; alguns lugares no segundo com peixes e massas e o terceiro andar que é inteirinho do Brace, um restaurante especializado em grelhados. Fomos num sábado e por sorte não pegamos espera, sentamos no bar da entrada – onde tem uma série de cervejas especiais – e o garçom que nos atendeu recomendou o Crostini di Prosciutto, esse da foto:

Eataly São Paulo

“Pão grelhado, queijo Fontina, prosciutto de parma e figos assados” (que eu obviamente separei), custa R$30 e é o carro chefe “das entradas”, com razão! Ah, outra coisa legal dessa parte é que você pode comprar o pão de sua preferência no primeiro andar e sentar lá para comê-lo com azeite + bebidinha : )

Quando estávamos terminando, fomos chamados para entrar (estavámos no hall, que serve apenas bebida e entradas). Eu pedi o Pesce del Mercato (R$53):

Eataly São Paulo

“O peixe mais fresco dessa manhã grelhado, abóbora, cenoura e laranja”, como guarnição escolhi a polenta cremosa com parmesão e mascarpone (R$14) que veio nessa panelinha fofa! Mas também dá para escolher salada, pimentões assados, batata…

Não sei porque decidi comer peixe ao invés de pasta nesse dia, mas não me arrependi! Estava ótimo e eu realmente acreditei na descrição do “peixe mais fresco dessa manhã”.

IMG_0468

Acabei não ficando no Brace para a sobremesa (porque tinha batido o olho em uns docinhos do primeiro andar) – a conta dá mais ou menos R$120 por pessoa – com entrada e sem sobremesa. Eu achei a experiência muito legal – o lugar é lindo, não erramos em nenhum prato, não demoramos para ser atendidos e o atendimento é muito, muito bom!

Screen Shot 2016-03-14 at 12.15.13 AM

Bônus: Os docinhos que eu fiquei namorando! Eles ficam logo no primeiro andar, ao lado direito – pertinho de um café. Custam por volta de R$9 e R$12.

 

COMER

Onde comer em Brasília?

CAFÉ DA MANHÃ


O Quitinete Gourmet tem um brunch bem gostosinho, com preço justo. Não é no estilo buffet “all you can eat”, mas a opção tem panqueca americana, ovos Benedict, queijo branco, bacon, cestinha de pães e café + suco por R$25.

Ah, e o lugar é bem bonitinho – na parte de baixo é uma padaria e na de cima um bistrozinho, com mesinha e sofás. Ele fica em uma das quadras comerciais do plano piloto – Cls 209, Asa Sul – facebook.com/quitinete

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Foto @era_1x

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Foto: facebook.com/quitinete

ALMOÇO

Culinária brasileira

O Mangai é uma rede de restaurantes focada em culinária típica nordestina. Eu adorei! Ele é a quilo, tem 180 opções (literalmente 180 opções, não é modo de falar…) de pratos que eu nunca tinha visto. Várias receitas com carne de sol, nata, carnes típicas, vários tipos de queijo, manteigas, baião de dois, creme de jerimum… e o legal de ser “quilo” (R$62,90) é justamente isso; dá para arriscar um “pedacinho” e experimentar coisas diferentes!

A unidade de Brasília  já ganhou o prêmio de melhor restaurante brasileiro e o lugar é lindo! Tem redes, árvores, arquitetura e decorações típicas, além de ser gigante! Muita gente aluga o espaço para eventos ou para casamentos. Ele fica no Setor Clube Sul e tem vista para o Lago e para a ponte JK – mangai.com.br

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Ah, eu esqueci o celular no dia, mas o buffet de sobremesas é muito bom. Tem muitas opções, desde doces tradicionais como brigadeiro e beijinho, até suflês, cartola, frutas diferentes…

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Fotos: sandramoura.com.br

 

Culinária Alemã

O Fred Restaurante é bem conhecido em Brasília, ele tem um picadinho que é famoso cidade, a parte engraçada é que apesar de picadinho ser um prato bem brasileiro, ele é um restaurante especializado em culinária alemã!

Como eu tenho algumas restrições alimentares bem birrentas (cebola, éca), abri mão do picadinho e pedi o Misto Alemão Especial da Casa – são dois tipos de salsichões, eiseben (que é joelho de porco) e batata sauté – serviu duas pessoas e com as bebidas, a conta deu uns R$100. Ele é à la carte, e a comida vem em panelinhas, que ficam em um aparador ao lado da mesa.

Fica na SCLS 405, Bloco B, Asa Sul (endereço que só quem é de Brasília vai entender…) – fredrestaurante.com.br

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Fotos: fredrestaurante.com

JANTAR

Mormaii Surf Bar – esse é controverso, a decoração é muito legal, e o lugar também. Fica no Lago Sul, onde tem uma espécie de “orla” para passear, são vários bares e restaurantezinhos, além da galera que fica nas lanchas. O problema é que ele lota com frequência, e fiquei com a impressão que os funcionários querem vagar a mesa logo, do tipo, você está com a bebida no final e já chega alguém tirando da mesa… não sei, achei umas coisas chatinhas no serviço.

Maas, desconsiderando isso, é um lugar legal para comer saudável. Ele serve sushi, vários tipos de comida natural (saladas, açaí e muitos tipos de suco) e algumas finger foods de boteco. A maioria dos pratos custa entre R$20 e R$30, também tem uma lojinha da Mormaii dentro do restaurante!

S/n – 10 8 – Lago Sul, facebook.com/mormaiisurfbar

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Fotos: facebook.com/mormaiisurfbar

LANCHINHO

Yey, Brasília tem um Dunkin’Donuts!

Eu comia muito isso quando era mais nova, e achei que não existissem mais franquias no Brasil! Mas, eles voltaram – por enquanto só com a loja de Brasília mesmo.

Tem café, do tipo Starbucks (mega copão, do jeito que quem vive a base de cafeína ama) e vários sabores de Donuts, que custam R$5,90 cada. Ele fica na frente do Fred’s, que eu citei ali em cima!

Dica importante: os donuts com “furinho” não tem recheio, só os inteiros!

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Eles também tem Cronuts! Uma cruza de croissant com donuts que tá super famosinha em NY, por causa da Dominique Ansel Bakery. Claro que não é a mesma coisa, mas por R$6,90 e por não precisar formar fila às 6am, vale né? Ele parece um mil folhas glaceado, mas em formato de rosquinha!

 

Processed with VSCOcam with hb1 preset

Fotos: @era_1x

lago

O que fazer em Brasília?

Passei o carnaval em Brasília!

Que diferentona, né? Sei que é bem “não usual”, mas eu não conhecia a cidade e era um feriado bem grande (de sexta até quinta, no meu caso) – super achei que valia, além de ser uma das poucas cidades do Brasil que eu ainda queria conhecer!

IMPRESSÕES

drive my car

Quando me falavam que Brasília era uma cidade “só para carros” eu não entendia muito bem. Mas gente: é uma cidade só para carros.

A distância entre uma quadra e outra é gigantesca, e muitas delas não tem “coisas”, só um gramado gigante – como as ruas são muito largas e com várias pistas, a impressão é que você está em uma BR viajando, mas está no meio do plano piloto da cidade!

BRASÍLIA PARA PESSOAS DE HUMANAS:

1. A “grande Brasília” é chamada de Plano Piloto, ao redor ficam as cidades Satélites;

2. As ruas não tem nome, porque eles não separam as coisas por rua, e sim por quadras (blocos);

3. No meio da cidade passa o “eixão”, uma avenida que divide tudo – e em paralelo a ela ficam dois eixinhos, um de cada lado;

4. De um lado do eixão, ficam as superquadras de número par e do outro as de número ímpar, ou seja, de um lado 200, 400, 600… É pra ser lógico, mas eu achei bem difícil;

5. A cidade é dividida em setores. Tem o “setor da diversão” (juro, parece coisa de distopia!), setor dos hospitais, setor de mansões (sim, de mansões) e as superquadras.

6. Essas superquadras são assim: uma residencial, uma comercial e uma de lazer.

6.1 Nas residenciais, todo mundo mora em “blocos”, são prédios super largos, bem parecidos uns com os outros e não muito altos.

6.2 Todas as quadras comerciais tem um salão de beleza, uma padaria, um restaurante e algumas lojas; e juro, todas parecem exatamente iguais.

Eu achei meio esquisita essa coisa de morar em blocos, todo mundo mora em coisas quase iguais (???). Nas quadras mais afastadas do eixão (700, 800) até existem umas casinhas, mas não é o “usual”.

A cidade é definitivamente bonita, mas é bem diferente de qualquer uma que eu tenha visitado; juro, realmente lembra aquelas “reorganizações” dos começos das distopias!

Bom, tudo explicado, bora para a parte legal?

O CARNAVAL

bloquinho

Bom, já que fui no feriado de carnaval, vale avisar: lá tem bloquinho, e bloquinho gigante! No primeiro dia fui no Baby Doll de Nylon, um dos mais “bombados” da city. Ele fica ao lado do Memorial JK e não é um bloco “que se movimenta”, falaram em 35k, 60k e 80k pessoas – não faço ideia, mas estava bem cheio, e definitivamente bem divertido.

Quando ele acabou (umas 20h), fomos para o Galinho – que é um dos mais tradicionais da cidade, ele só toca marchinhas e tem um trio elétrico que vai andando e etc, mas não é tããão animado quanto o Baby Doll. Na terça (quando deu coragem de sair de novo), fui na Concha Acústica – que tem um carnaval mais pra balada do que para bloquinho – passei no Bloco Medieval (que estava quase acabando) e depois no Essa Boquinha eu Já Beijei, que foi o que durou mais tempo!

Em resumo: tem carnaval em Brasília sim, e muito! Ah, a minha fantasia era de Uber 😛

PONTOS TURÍSTICOS

Tá, as coisas “principais” para visitar em Brasília são:

O Palácio da Alvorada | A ponte Juscelino KubitschekO Lago Paranoá  | Eixo MonumentalPalácio do Planalto | Palácio Itamaraty | CatedralComplexo Cultural da RepúblicaTorre de TVPraça dos Três PoderesTeatro Nacional |

O que está em negrito eu visitei, o que está em cinza eu vi/passei na frente/tirei foto, mas não entrei, e o resto eu nem tchum. Bom, acho que deu pra ver/conhecer quase tudo (superficialmente, é claro) – admito que eu não sou uma grande entusiasta dos passeios turísticos, gosto de ver umas coisas mais aleatórias – tipo os restaurantes (nhãm), a cidade em si, o comércio (tipo, fui em três shoppings e no conjunto nacional), sei lá…

COMPLEXO CULTURAL DA REPÚBLICA

museu

Lá ficam a catedral, a biblioteca nacional e essa oca – que é um museu projetado pelo Niemeyer! Ele é bem bonito dentro, e as exposições sempre mudam.

brasildentro

LAGO PARANOÁ

lago

É muito estranho pensar que esse lago é artificial e em tudo o que aconteceu para ele ser represado…

Dá um ar engraçado para a cidade, tem uma orla tipo Rio, mas é urbana tipo São Paulo, só que também lembra pra caramba uma cidade de interior! Enfim, no lago você pode fazer esportes aquáticos (tem aluguel em várias partes do cais), passeios de barco ou lancha (alguns mostram o por do sol, outros são turísticos, outros fazem festas nos barcos, depende!), nadar em alguns pontos e jantar em algum dos vários barzinhos e restaurantes que ficam na beira.

PALÁCIO DO PLANALTO

senado

Voilá!

O cartão postal da cidade! Aí você pode fazer um tour guiado, visitar o museu e mandar cartões postais gratuitos para qualquer lugar do país – ele fica na praça dos Três Poderes, junto com o Supremo Tribunal e o Congresso Nacional. Ah, não recomendo ir em horários de sol forte, porque você precisa andar bastante pela grama (sem sombra) para chegar em qualquer um dos três. Eu já comentei que apesar de ser tudo perto, é tudo longe em Brasília?

parla

Ufa, acho que é isso!

No próximo post, vou falar de alguns lugares legais para comer por lá!

 

lieeee

TAG: LIEBSTER AWARD

Fui indicada pela Sininhu do blog Got Sinpara responder essa tag, e admito que estava morrendo de saudades dessas brincadeiras da blogosfera! No final do post eu explico as regras!

11 Fatos sobre mim

Tentei escolher fatos que nunca apareceram nos memes aqui do blog  (tipo esse e esse) – recentemente sugeriram que eu gravasse 50 Fatos sobre Mim para o canal do Youtube, vou fazer também, ok?

1. Já morei em 9 cidades diferentes, e em pelo menos 15 apês/casas (se não me falha a memória) – eu realmente adoro mudança.

2. Eu sou muito competitiva. Extremamente competitiva, sério, duvido achar alguém mais competitiva do que eu (quer apostar?)

3. Eu trabalho em uma startup, a 99jobs.com, estou nela desde que abriu e é um dos xodós da minha vida. Meus amigos chamam de 99hours – por causa do tempo que eu passo enfurnada lá dentro. (tô nem aí) ♥

4. No começo de 2013 eu saí do Rio Grande do Sul e vim morar em São Paulo, só porque deu na telha. Eu estava fazendo uma pós, mas achava que São Paulo era o lugar mais legal do Brasil para trabalhar com Comunicação. Minha ideia inicial era uma agência (e sim, tem muita concorrência em SP, mas já contei que sou bem competitiva…) porém, acabei dando de cara com a 99jobs no meu segundo mês aqui.

5. Eu fico babaca quando vejo cachorro. Cachorro = melhor pessoa.


6. Eu não tenho muitos critérios de leitura, leio qualquer coisa, mas: se eu começo a ler alguma coisa eu preciso terminar. Mesmo que seja muito ruim, é uma espécie de punição por ter escolhido uma coisa muito ruim – na minha cabeça, faz total sentido.

7. Eu comecei a fazer academia no final de 2015, é meu primeiro “exercício físico” em muuuito tempo (desde que parei as aulas de dança na adolescência). Não é tanto por peso, porque eu sempre consegui emagrecer por outros métodos (vulgo fechando a boca) quando eu achava que precisava – mas resolvi ser “adulta” e dar o braço a torcer, porque exercício regular é importante e pronto.

8. Eu me alimento bem errado.

Sim, quero melhorar isso qualquer dia. Mas a verdade é que eu passo horas e horas e horas sem comer (por motivos de: preguiça), não tomo café de manhã e troco o almoço por um sorvete fácil, fácil.

9. Já falei que eu amo cachorro? Então, além de cachorro eu também amo raposas.

10. Descobri que a vida é muito curta pra não rebolar quando toca Baile de Favela.

Cresci escutando rock e as músicas “de balada” na minha casa eram os clássicos Disco dos anos 70, 80 e o Abba (meu pai teve uma boate quando eu era pequena, e ele nutre uma paixão e um monte de caixas de som dessa época… mas isso é assunto para outro post). Fiquei um bom tempo da minha vida “torcendo o nariz” pra quem ouvia sertanejo, música gaúcha, funk, pagode… mas gente, preguiça de mim, viu?

Cursar faculdade em uma cidade de interior me ajudou muito nesse sentido – as festas basicamente, só tocavam sertanejo – e eu é que não ia deixar de ficar com os meus amigos por causa da música. Fora que, acho incrível quando alguém de uma realidade bem fora da que eu estou acostumada, consegue emplacar um sucesso e fazer todo mundo dançar ou dar risada, incrível mesmo!

11. Não existe nada “doce demais”.

Respondendo as perguntas da Sininhu

1. Qual livro marcou a sua infância?

Li muito conto de fadas e gibi da Mônica, mas acho que o que mais me marcou foi O Diário de Anne Frank.

2. Diga 5 pessoas que você convidaria para jantar contigo. Justifique.

Não sei, as pessoas que eu gosto de jantar já jantam comigo – e são da família ou amigos. Acho que comer é um negócio pra fazer com gente que você adora, né?

3. Qual é a primeira coisa que você observa ao entrar em um blog e o que te faz voltar sempre?

Layout, se é bonito e se as imagens são bem tratadas, favorito na hora.

4. Tem algum post/vídeo que você publicou, amou, mas o público não deu muita bola?

Acho que a segunda parte do Studio Tour do Harry Potter, que tem aula de varinha! Na verdade, até entendo que as pessoas não se empolguem tanto quanto eu por causa de Harry Potter, mas é tããão legaaaal…

5. Quem é sua blogueira favorita?

Nossa, nem ideia, mesmo.

6. Se pudesse viver um dia na vida de alguém, quem seria?

A Beth, é claro.

(Beth é a rainha da Inglaterra)

7. Qual o seu ponto fraco?

Cachorro.

8. Cite 5 coisas que você ama fazer além de blogar.

Ler, comer, dormir, viajar e ser piegas nas respostas.

9. Escolha 3 peças de roupa que definem o seu estilo.

Preto, jeans rasgado e listras.

10. Sua mania mais irritante.

Eu sou teimosa. (mas só quando eu estou certa…)

11. Já deixou de publicar alguma coisa no blog com medo que ele perdesse status comercial?

Não, mas né, meu blog não tem status comercial.

Minhas perguntas:

1. 5 coisas que estão na sua wishlist agora?

2. O próximo livro que você quer ler?

3. Com o que você trabalha?

4. O que você pede no Mc Donalds?

5. Sua playlist favorita no Spotfy?

6. O que você usa para tirar e editar suas fotos?

7. Um vídeo fofo para quando bate aquela bad?

8. Um gif que defina o seu dia hoje.

9. Sua lista preferida do Buzzfeed?

10. Um feed do Instagram que você ama.

11. Tema livre (me conta alguma coisa legal!)

Blogs indicados:

Regras do blog:

  • Escrever 11 fatos sobre si mesmo
  • Responder as perguntas de quem te indicou
  • Inserir no post  a imagem com o selo da tag
  • ‘Linkar’ de volta quem te indicou
  • Indicar blogueiras para participarem
quadrinhos

Compras de decoração para o quarto

.

Vídeo novo, depois de séculos!

São algumas compras de decoração que fiz para dar uma “modificada” no quarto, aproveitando o embalo de ano novo, metas novas, armário novo (coff, coff… fiz umas comprinhas, logo eu posto aqui também!).

.

vai tmb,    .

  1. Garrafinhas, Tok Stok
  2. Molduras, Tok Stok
  3. Caveirinha, Tok Stok
  4. Necéssaire sorriso, Tok Stok
  5. Necéssaire carga, Tok Stok
  6. Letreiro “Do what you love…”, Tok Stok
  7. Cervo de mentirinha, Black Forest
  8. Copo de vidro, R$64,90 (não achei link), Starbucks

.
fofa